quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

.
Sabe aquela coisa que dizem quando a gente tá morrendo, que em segundos toda a sua vida passa diante dos seus olhos? Deve ser desesperador, no mínimo. Poucos segundos pra caber uma vida inteira. E uma vida inteira passando exatamente nos últimos segundos antes do fim... Tipo, meu deus!, acabou tudo! Poucos segundos para muitas lembranças. Desesperador, no mínimo.
Hoje vivi tortura maior, talvez... Foram três anos passando pelas vistas durante um dia inteiro, martelando o juízo de alguém que já não anda muito bem. E o pior... Não foi num dia que antecede qualquer fim. Foi num dia que antecede uma vida inteira pela frente! Muitos segundos para poucas lembranças. Tortura...
Inafiançável!


4 comentários:

Michiles, Alexandre. disse...

Putz entrei no blog pelo nome porque achei que... Deixa pra lá. ^^

Muito bom o texto, muito profundo!
Vi que parou uns dias de postar, mas que bom que voltou!

grupo3 ( Veiculos menos poluentes) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
grupo3 ( Veiculos menos poluentes) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
thaty nardelli disse...

Sá, João Ubaldo Ribeiro vem para a Bienal do Livro. Acho digno a gente ir até lá...

Mil beijos de saudade. Te amo!